10 Dicas Para quem Acaba De Regressar No Elo7


Quer Vender Sua Conta No Instagram?


Quando você conhece alguém com quem tem o intuito de se correlacionar, logo você lança aquele famoso “interrogatório”, cheio de perguntas para descobrir a história e os objetivos do outro. Com as corporações não é diferenciado. Assim como gostamos de saber o que está por trás de cada marca. E é aí que entra a página “quem somos”, que toda loja deve fazer.


Ela é muito primordial, se bem que seja algumas vezes negligenciada por algumas organizações, que não têm ideia de como preencher este espaço. O primeiro passo para a construção desta página é achar a identidade da tua loja. Valores, missões, como tudo começou. É isto que precisa estar ali explicado. Entretanto, pra que as pessoas leiam, é necessário que isso seja posto de uma maneira bacana e chamativa.


Essa foi a estratégia da Yellow Leaf Hammocks, loja que vende redes de balanço. No espaço dedicado a revelar a história da corporação, a loja mostra o procedimento artesanal pelo qual são feitas as peças, ilustrando com imagens da tribo indígena que as tecem. O website conta, ainda, que antes de serem artesões, estes índios eram explorados em trabalhos campestres. Os idealizadores do projeto também aparecem na página com fotos em uma rede (claro!) e um perfil criativo sobre isso cada um. Esse cantinho do web site ganhou o dedicação e a importância de diversos consumidores que nem ao menos conheciam a marca.


  1. Reclamar mais que esclarecer o problema

  2. Nunca perca o equilíbrio emocional

  3. Otimize títulos de imagens, ALT e definição

  4. Capítulo 243

  5. É possível reportar contratempos que ocorrem offline

  6. Aprenda com os Melhores



Resultado: o número de visitantes do web site, atraídos por essa história, cresceu e as vendas aumentaram. Todo mundo aparecia uma legal história. Seu comprador também. E, muito possivelmente, você tem algo divertido pra mencionar a respeito como sua loja foi formada. Coloque essa enredo no teu website, de uma maneira suave e gostosa de ler. Inspire-se nas técnicas do storyteling para cativar o leitor. Boas histórias humanizam a marca e ainda fornecem fato e motivo para o seu item.


Também, elas são capazes de ser facilmente compartilhadas com amigos, familiares e pessoas próximas, o que se intensifica a sua visibilidade. Use uma narrativa mais espirituosa e uma linguagem própria da marca. Se a tua loja tem um público-centro jovem, como por exemplo, você não tem que pôr neste espaço um texto super careta e “corporativo”. Agora, se você trabalha com alguma coisa mais clássico e sofisticado, oferece para utilizar uma linguagem mais séria e rebuscada.


A ideia é que essa página tenha a mesma identidade do seu website. Ela deve ser uma extensão de sua loja e não um espaço que pareça desconectado do conjunto. Lembra-se do modelo citado no início do texto, da loja Yellow Leaf? A página atrai compradores porque ela é humana. Expõe pessoas e histórias reais, no caso as dos índios artesões. É comum os empreendedores utilizarem o “quem somos” pra pronunciar-se a respeito de data de fundação e destrinchar seus currículos invejáveis.


Entretanto, o que o freguês procura é reconhecer pontos em comum entre ele e a marca. Uma questão que o toque e o faça crer que existe vida naquela organização, que há pessoas por trás da tela do pc. Peça depoimentos de freguêses fiéis para acrescentar nesse espaço. Eles podem doar experctativas diferentes sobre o seu serviço. Você poderá, inclusive, alavancar um concurso. Convoque seus freguêses a descreverem em um parágrafo o que a sua loja significa para ele.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *